A planta campeã em flores


Uma seleção com várias espécies que vão deixar seu jardim cheio de flores por muito tempo.


O que todos querem na primavera é ver o jardim repleto de flores. Muito melhor se o espetáculo puder se prolongar por mais tempo e invadir as outras estações do ano! Para tanto, a dica é apostar em plantas de floradas duradouras, como as 15 opções apresentadas na reportagem da Revista Natureza edição 309. São herbáceas, arbustos, trepadeiras e até orquídeas, cujas flores coloridas podem ser apreciadas por longos períodos.

Em algumas delas, cada flor dura apenas um ou dois dias, mas é imediatamente substituída por outra em um processo que pode se estender por meses. Já outras espécies têm flores longevas, que permanecem bonitas por uma estação inteira, mas, depois que murcham, só voltam a brotar no ano seguinte.

Dependendo da espécie escolhida, você terá que renovar os canteiros ou vasos dentro de um ou dois anos. Mas há também sugestões de plantas perenes, que mantêm a exuberância por anos a fio.


Repleto de flores por um ano

Recém-lançada no Brasil, a sun-patiens (Impatiens x hawkeri – SunPatiens Goup) merece um lugar especial no jardim de quem adora flores. Parente da maria-sem-vergonha (Impatiens walleriana), ela pode ser encontrada em sete cores e oferece vantagens em relação à irmã famosa: desenvolve-se bem sob sol pleno e permanece vistosa por até um ano. “Passado este período, é recomendável renovar o canteiro, pois a florada perde o vigor”, diz Roberto Oki, da Sakata.

A durabilidade da planta surpreendeu o paisagista agrônomo Roberto Ferrari, responsável por este jardim. “Plantamos a sun-patiens há dez meses e os canteiros continuam floridos. Ela resistiu bem às chuvas de verão e ao frio com temperaturas mínimas de 6ºC”. Segundo Ferrari, o segredo para uma florada duradoura e exuberante está no preparo do solo. “Forramos os canteiros com um substrato próprio para flores e, a cada 15 dias, aplicamos NPK 4-14-8″.

Para quem não está disposto a recorrer aos substratos prontos, a dica do engenheiro agrônomo é adicionar 20% de composto orgânico a solos argilosos e 50% a solos arenosos, além de 200 g/m² de fósforo. As regas devem ser diárias no verão e a cada dois dias no inverno.


A sun-patiens impressiona pelo colorido e durabilidade da florada, que pode se prolongar por um ano.


Os calanchoes são cultivados principalmente em vasos, mas também podem enfeitar canteiros com suas flores de cores variadas e pétalas simples ou dobradas.


 Leia na íntegra esta reportagem na Revista Natureza edição 309


Chistiane Fenyö – Fotos Valerio Romahn 

comments powered by Disqus